Carta de Catherine Deneuve - Jornal Le Monde

10/01/2018 15:07
Agenda no Congresso motiva disputa entre Maia e Meirelles
13/05: A atriz Catherine Deneuve divulga o filme 'La tete haute' no Festival de Cannes 2015 (Foto: Arthur Mola/Invision/AP)
A atriz Catherine Deneuve divulga o filme 'La tete haute' no Festival de Cannes 2015 (Foto: Arthur Mola/Invision/AP)
 
Por BBC - G1
 
A polêmica carta de Catherine Deneuve e outras 99 francesas pelo 'direito' dos homens de cantarem as mulheres
 
Artigo, publicado no Le Monde, vai de encontro à campanha que estimula quebra do silêncio de mulheres que foram vítimas de abuso ou assédio sexual.
 
A atriz francesa Catherine Deneuve, de 74 anos, veio a público para dizer que os homens deveriam ser "livres para flertar" com as mulheres.
 
Ela é uma das 100 mulheres francesas signatárias de uma carta aberta, publicada na terça-feira (9) pelo jornal Le Monde, alertando para o que chamam de novo "puritanismo", diante das recentes denúncias de assédio sexual na indústria do entretenimento.
 
O manifesto lamenta a onda de "repreensões públicas" que vieram à tona após o escândalo envolvendo o produtor americano Harvey Weinstein, acusado de assédio sexual, e até estupro, por dezenas de mulheres.
 
O empresário nega as denúncias de sexo sem consentimento, mas admite que seu comportamento "causou muita dor".
A publicação do artigo ocorre dois dias após a cerimônia do Globo de Ouro, em Los Angeles, em que diversas atrizes usaram vestidos pretos em protesto aos casos de assédio sexual. Na ocasião, a apresentadora Oprah Winfrey, uma das homenageadas da noite, fez um discurso contra o machismo e foi aplaudida de pé.
 
O que diz a carta?
 
A carta foi assinada por intelectuais, artistas e acadêmicas francesas, incluindo a escritora Catherine Millet e a cineasta Brigitte Sy.
 
"Os homens têm sido punidos sumariamente, forçados a sair de seus empregos, quando tudo o que eles fizeram foi tocar o joelho de alguém ou tentar roubar um beijo", diz o texto.
 
"Estupro é crime, mas tentar seduzir alguém, mesmo de forma insistente ou desajeitada, não é - Tampouco o cavalheirismo é uma agressão machista."
As autoras argumentam que há um novo "puritanismo" no mundo.
 
Elas afirmam que, embora fosse legítimo e necessário protestar contra o abuso de poder por parte de alguns homens, as constantes denúncias perderam o controle.
 
Segundo elas, a onda de acusações induz à percepção de que as mulheres são impotentes e eternas vítimas.
 
"Como mulheres, não nos reconhecemos neste feminismo que, além de denunciar o abuso de poder, incentiva um ódio aos homens e à sexualidade."
 
Antes da carta, Catherine Deneuve já havia se posicionado publicamente contra as campanhas realizadas nas redes sociais para denunciar casos de assédio. Segundo ela, as iniciativas envergonham os homens acusados.
 
Milhares de mulheres ao redor do mundo, vítimas de assédio ou abuso sexual, têm usado a hashtag #MeToo ("Eu também", em tradução literal) para compartilhar suas histórias. Na França, a versão #Balancetonporc ("Denuncie seu porco") as encoraja a revelar o nome e envergonhar seus agressores.
 
 

Notícias

21/07/2018 21:15
Míriam Leitão: Sombras do centrão - O Globo O apoio dos partidos do chamado centrão pode ser tanto...
21/07/2018 21:01
Adquira o subsídio Igreja em Oração Arquidiocese de Teresina - Por Cristiane Pinheiro A...
21/07/2018 17:12
A militância partidária: Editorial  Jornal O Estado de São Paulo A política depende dos...
21/07/2018 17:00
"Alckmin conseguiu unir no 'Centrão' toda a nata da corrupção", diz Bolsonaro Em publicação neste...
21/07/2018 15:16
Reflexão litúrgica para o XVI Domingo do Tempo Comum - B "No final das nossas atividades...
21/07/2018 15:10
Luiz Weber: O candidato bombado - Folha de S. Paulo   Geraldo Alckmin (PSDB) recorreu ao...
21/07/2018 15:02
Editoral: juventude, arregaçar as mangas "A felicidade não é algo que pode ser comprado no...
21/07/2018 14:58
A espúria negociação de uma aliança: Editorial | O Globo O candidato Geraldo Alckmin ganhou a...
21/07/2018 10:04
BARROSO PÕE ‘CANDIDATURA AVULSA’ NA GELADEIRA O Tribunal Superior Eleitoral (TSE) decidiu que não...
21/07/2018 09:58
Cálculos políticos Foto viralizou nas Redes Sociais no dia 20 de julho de 2018 Há uma chuva de...
21/07/2018 09:51
Fernando Gabeira: Livrai-nos de tanta loucura - O Globo No Brasil, Congresso decide quebrar o...
21/07/2018 09:44
Ricardo Noblat: PT inventou Temer Presidente e quer jogá-lo no colo de Alckmin - Blog do...
21/07/2018 01:15
Panamá - Preparação JMJ 2019 não esquece sofrimento da Nicarágua Arcebispo de Panamá, Dom José...
20/07/2018 23:02
“Para onde vai a Igreja?”, livro-entrevista de Gerson Camarotti com cinco cardeais...
20/07/2018 22:54
Mensagem do Papa a encontro em Fátimas das Equipes de Nossa Senhora A mensagem serve-se do tema...
20/07/2018 17:43
União de forças no Sudeste Lydia Medeiros | O Globo Geraldo Alckmin venceu a batalha...
20/07/2018 13:46
O desafio da renovação do Congresso Nacional, um poder desacreditado no Brasil Por CNBB Em artigo...
20/07/2018 11:57
Cheiro ruim Influente e Conceituado Jornalista Arimatéia Azevedo - Credibilidade É muita séria,...
20/07/2018 11:29
Vera Magalhães: Alckmin joga com o regulamento - O Estado de São Paulo Presidenciável do PSDB...
20/07/2018 11:24
- Correio Braziliense A sucessão de Villas Bôas, que estava fora de cogitação até o final do...

Contato

Jornalista Josenildo Melo Teresina - Piauí - Brazil WhatsApp : 86 99513 2539 josenildomelo@yahoo.com