Correios precisarão investir mais em logística

10/01/2018 15:59
Kassab diz que governo não discute privatização dos Correios
Andreia Verdélio - Repórter da Agência Brasil
 
O ministro da Ciência, Tecnologia, Inovações e Comunicações (MCTIC), Gilberto Kassab, disse hoje (10) que a privatização dos Correios não é assunto em debate dentro do governo federal. “Quanto ao futuro dos Correios, se será privatizado ou não, essa discussão não existe na presente gestão. Na presente gestão, estamos recuperando os Correios”, disse após participar do programa Por Dentro do Governo, da TV NBR, emissora da Empresa Brasil de Comunicação (EBC).
 
De acordo com relatório do Ministério da Transparência e Controladoria-Geral da União (CGU), divulgado em dezembro do ano passado, em apenas cinco anos, de 2011 a 2016, o patrimônio líquido dos Correios, ou seja, a diferença entre os ativos e o passivo, encolheu 92,63%. Além da perda patrimonial, os resultados apontam a deterioração da capacidade dos Correios saldarem dívidas no longo prazo; aumento do endividamento da empresa e sua maior dependência de capitais de terceiros.
O resultado da avaliação do CGU enfatiza que, com prejuízos crescentes a partir de 2013, a empresa vem se revelando menos rentável. E que, além do "aumento exponencial" das despesas diretas, a sustentabilidade da empresa foi impactada pela "transferência elevada de recursos para a União, o que ocasionou" redução significativa na capacidade de investimentos na empresa no curto prazo".
 
Segundo Kassab, a atual gestão encontrou os Correios com uma administração desorganizada e com déficit de R$ 2 bilhões, sendo R$ 1 bilhão empenhado para o plano de desligamento voluntário do quadro de funcionários da empresa. “Impomos uma rigorosa recuperação e sua administração financeira foi melhorada. A operação negativa está em R$ 1 bilhão, mas estamos em ajustes, como a venda de imóveis e o ajuste do plano de saúde, o que nos permitirá chegar ao equilíbrio do Correios”, disse.
 
O ministro explicou que a função dos Correios deve ser reestudada e que, naturalmente, algumas funções vão desaparecer, “seja com privatização, parceria ou extinção”. “É natural que, com o passar do tempo, foram mudando o seu objetivo. Há alguns séculos, eles entregavam cartas, hoje ainda entregam muitas cartas, ainda é a principal fonte de receita dos Correios, mas cada vez mais temos outras atividades importantes, como por exemplo, a logística”, disse.
 
Com as pessoas cada vez mais realizando compras pela internet, os Correios precisarão investir mais em planejamento e logística. “E essa migração do seu perfil está sendo acompanhada com muita atenção pela atuar gestão, o que permitirá aumentar a receita. E, simultaneamente, trabalhando com redução de custos para que seja uma empresa equilibrada e sadia”, disse Kassab.
 

Notícias

21/07/2018 21:15
Míriam Leitão: Sombras do centrão - O Globo O apoio dos partidos do chamado centrão pode ser tanto...
21/07/2018 21:01
Adquira o subsídio Igreja em Oração Arquidiocese de Teresina - Por Cristiane Pinheiro A...
21/07/2018 17:12
A militância partidária: Editorial  Jornal O Estado de São Paulo A política depende dos...
21/07/2018 17:00
"Alckmin conseguiu unir no 'Centrão' toda a nata da corrupção", diz Bolsonaro Em publicação neste...
21/07/2018 15:16
Reflexão litúrgica para o XVI Domingo do Tempo Comum - B "No final das nossas atividades...
21/07/2018 15:10
Luiz Weber: O candidato bombado - Folha de S. Paulo   Geraldo Alckmin (PSDB) recorreu ao...
21/07/2018 15:02
Editoral: juventude, arregaçar as mangas "A felicidade não é algo que pode ser comprado no...
21/07/2018 14:58
A espúria negociação de uma aliança: Editorial | O Globo O candidato Geraldo Alckmin ganhou a...
21/07/2018 10:04
BARROSO PÕE ‘CANDIDATURA AVULSA’ NA GELADEIRA O Tribunal Superior Eleitoral (TSE) decidiu que não...
21/07/2018 09:58
Cálculos políticos Foto viralizou nas Redes Sociais no dia 20 de julho de 2018 Há uma chuva de...
21/07/2018 09:51
Fernando Gabeira: Livrai-nos de tanta loucura - O Globo No Brasil, Congresso decide quebrar o...
21/07/2018 09:44
Ricardo Noblat: PT inventou Temer Presidente e quer jogá-lo no colo de Alckmin - Blog do...
21/07/2018 01:15
Panamá - Preparação JMJ 2019 não esquece sofrimento da Nicarágua Arcebispo de Panamá, Dom José...
20/07/2018 23:02
“Para onde vai a Igreja?”, livro-entrevista de Gerson Camarotti com cinco cardeais...
20/07/2018 22:54
Mensagem do Papa a encontro em Fátimas das Equipes de Nossa Senhora A mensagem serve-se do tema...
20/07/2018 17:43
União de forças no Sudeste Lydia Medeiros | O Globo Geraldo Alckmin venceu a batalha...
20/07/2018 13:46
O desafio da renovação do Congresso Nacional, um poder desacreditado no Brasil Por CNBB Em artigo...
20/07/2018 11:57
Cheiro ruim Influente e Conceituado Jornalista Arimatéia Azevedo - Credibilidade É muita séria,...
20/07/2018 11:29
Vera Magalhães: Alckmin joga com o regulamento - O Estado de São Paulo Presidenciável do PSDB...
20/07/2018 11:24
- Correio Braziliense A sucessão de Villas Bôas, que estava fora de cogitação até o final do...

Contato

Jornalista Josenildo Melo Teresina - Piauí - Brazil WhatsApp : 86 99513 2539 josenildomelo@yahoo.com