Em 12 meses, mais 2 milhões ficaram desempregados no Brasil

30/10/2015 10:14

Percentual de trabalhadores em busca de vaga bate recorde em agosto

 

Quando um membro da família é demitido, três passam a procurar emprego ” Maria Andreia Lameira Técnica de Planejamento e Pesquisa do Ipea

 

Daiane Costa O Globo

Foi o número de pessoas que ficaram desempregadas em todo o país nos doze meses encerrados em agosto, segundo o IBGE. A taxa de desemprego subiu para 8,7% Mais dois milhões de brasileiros entraram na lista de desempregados do país nos últimos doze meses encerrados em agosto. A taxa de desemprego medida pela Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios (Pnad) Contínua do IBGE subiu para 8,7% no período de junho a agosto, a mais alta da série histórica iniciada em 2012. O total de pessoas procurando trabalho chegou a 8,8 milhões, 29,6% mais do que os 6,8 milhões de igual período do ano passado, quando a taxa de desemprego foi de 6,9%.

 

Com a indústria e a construção indo muito mal e o setor de serviços perdendo forças, esperávamos um resultado até um pouco pior para a taxa de desemprego, que deve continuar subindo e encerrar o ano em 9,4% — analisa Silvia Matos, do Instituto de Economia da Fundação Getulio Vargas.

 

Corte de carteira assinada

O número de empregados com carteira assinada, que garante direitos trabalhistas, recuou 1,2% (menos 425 mil pessoas) frente ao trimestre de março a maio e caiu 3% (menos 1,1 milhão de pessoas) frente a igual trimestre de 2014. Para o coordenador de Trabalho e Renda do IBGE, Cimar Azeredo, a queda do emprego com carteira assinada é a principal responsável pelo aumento da taxa de desemprego:

 

A perda do emprego com carteira acaba levando para um mercado que não contrata um número maior de pessoas, aumentando a fila do desemprego. Essa estabilidade (no trabalho) que se perde leva pessoas da família que estavam fora do mercado a procurar emprego para complementar a renda. São jovens que estavam apenas dedicados aos estudos ou adultos com mais de 50 anos que já tinham saído do mercado e agora têm de voltar para recompor a renda familiar — explica Azeredo.

 

A economista Maria Andreia Lameira, técnica de Planejamento e Pesquisa do Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (Ipea), reforça:

 

Quando um membro da família é demitido, três passam a procurar emprego.

 

Para Maria Andreia, diante da perspectiva de a economia continuar desacelerando, a tendência de alta da taxa de desemprego só será contida se o comportamento da massa desempregada mudar:

 

O que pode ocorrer é as pessoas pararem de procurar trabalho diante da falta de esperança de conseguir uma colocação, o que chamamos de desalento. Isso diminuiria a pressão sobre o mercado e a massa desempregada.

 

Outro movimento imprescindível para conter a taxa é o crescimento dos grupos que, diante da falta de vagas no mercado formal, passaram a trabalhar por conta própria ou se tornaram empregadores. De acordo com os dados da Pnad, os contingentes de empregadores e de trabalhadores por conta própria cresceram 7,3% e 4,4%, respectivamente, em um ano até agosto.

 

O rendimento médio real ficou em R$ 1.882 entre junho e agosto. Recuou 1,1% frente ao trimestre de março a maio (R$ 1.904), que serve de base de comparação, e ficou estatisticamente estável em relação ao ano anterior (R$ 1.864). Frente ao trimestre de março a maio de 2015, os trabalhadores domésticos tiveram redução em seus rendimentos (-2,7%), assim como os empregados no setor privado com carteira de trabalho (-1,8%).

 

Analista prevê piora em 2016

Para os economistas, diante da falta de perspectivas de a economia voltar a crescer em 2016, já que o PIB novamente deve ser negativo, será mais um ano difícil para o mercado de trabalho.

 

É bem possível que, logo no início do próximo ano, a taxa de desemprego passe dos 10%. Quando o salário mínimo tiver seu reajuste anual, mais demissões terão de ser feitas para reajustar os custos das empresas. Nossa estimativa é que, de 2014 a 2016, sejam destruídas 3 milhões de vagas com carteira de trabalho — afirma Silvia Matos.


 

Notícias

21/05/2018 21:50
Centrão já tem cacife de R$ 600 milhões PR, PP, DEM, PRB e Solidariedade negociam pacto de...
21/05/2018 21:33
Papa pede aos bispos italianos redução do número de dioceses O Papa Francisco abriu, no...
21/05/2018 21:27
MUNDO - 'Deus te ama assim', diz Papa a homossexual Juan Carlos Cruz concede entrevista...
21/05/2018 17:01
77% se interessam mais pela Lava Jato do que pela Copa   Uma pesquisa do Instituto...
21/05/2018 15:04
Sessão solene para entrega de título ao Arcebispo Dom Jacinto Furtado de Brito Sobrinho - O...
21/05/2018 09:32
Presidente do Paraguai inaugura embaixada do país em Jerusalém Pais foi terceira nação a tomar tal...
21/05/2018 09:26
D. Konrad Krajewski: "Esta nomeação é para os pobres" "Esta nomeação não é para mim, é para o...
21/05/2018 08:02
Lançamento da O DIA TV fortalece o projeto transmídia do Sistema O Dia Com a transmissão em rede...
21/05/2018 07:55
Fim dos extremismos Dom Walmor Oliveira de Azevedo Arcebispo de Belo Horizonte A civilização está...
21/05/2018 07:51
Papa: a Igreja é mulher e mãe, como Maria Na homilia, o Santo Padre ressaltou que nos Evangelhos,...
21/05/2018 07:42
A Fenomenologia do Espírito representa a teoria do conhecimento de Hegel. Ela forma uma árvore do...
21/05/2018 05:00
21 DE MAIO DE 2018 - Coluna do Cláudio Humberto LAVA JATO DERRUBOU O MERCADO DE...
20/05/2018 17:34
Cento e vinte e sete anos da Rerum Novarum Ao recordar a apresentação da Encíclica...
20/05/2018 17:29
Vera Magalhães: A receita de Alckmin - O Estado de S. Paulo   Doze anos depois,...
20/05/2018 14:20
* Luiz Sérgio Henriques: Karl Marx e o nosso tempo - O Estado de S.Paulo   O...
20/05/2018 12:16
Papa anuncia nomes de 14 novos cardeais O que é um Cardeal? Segundo o Professor Felipe...
20/05/2018 11:57
Número de eleitores idosos supera o de jovens Envelhecimento da população pode mudar os...
20/05/2018 09:56
Arquidiocese de Teresina divulga programação de Corpus Christi Por Vera Alice Brandão -...
20/05/2018 09:48
20 DE MAIO DE 2018 - Coluna do Cláudio Humberto CAI FATURAMENTO DAS EMPREITEIRAS PÓS-LAVA...
20/05/2018 09:31
EDITORIAL - A hora da sabatina Por SÉRGIO PARDELLAS - Site da Revista...

Contato

Jornalista Josenildo Melo Teresina - Piauí - Brazil WhatsApp : 86 99513 2539 josenildomelo@bol.com.br