Igreja Ortodoxa Russa rompe com o Patriarcado

16/10/2018 19:29

Igreja Ortodoxa Russa rompe com o Patriarcado de Constantinopla

BELARUS RUSSIA DIPLOMACY

Os membros do Santo Sínodo da Igreja Ortodoxa russa decidiram romper a “comunhão eucarística” com o Patriarcado Ecumênico de Constantinopla

Cidade do Vaticano

Foi apresentada uma Declaração durante o Sínodo da Igreja Ortodoxa Russa que se realiza em em Minsk, em Belarus, sob a guia do Patriarca Kirill, com a qual o Patriarcado russo rompe todos os vínculos com o Patriarcado Ecumênico de Constantinopla.

O Santo Sínodo se reuniu para discutir sobre a decisão, anunciada em 11 de outubro passado pelo Patriarca Ecumênico de Constantinopla de conceder a autocefalia à Igreja da Ucrânia.

O Sínodo da Igreja de Constantinopla anulou o decreto que subordinava a Igreja Ucraniana à Russa com a intenção de "garantir a Autocefalia à Igreja da Ucrânia". A Autocefalia é o estado com o qual o bispo-chefe de uma igreja não se reporta a outro superior que tenha autoridade sobre outras igrejas.

A Declaração

Segundo a Declaração publicada no site do Patriarcado de Moscou anuncia-se “Com grande dor que os membros do Santo Sínodo consideraram impossível continuar em comunhão eucarística com o Patriarcado de Constantinopla”. A Declaração descreve os vários motivos que levaram Moscou a romper a comunhão: admitir em comunhão “os cismáticos” e “uma pessoa excomungada por outra Igreja local”, “interferência nos atos canônicos de outros”, “tentativa de recusar decisões e compromissos históricos já assumidos”.

“Tudo isso – afirma a Igreja Ortodoxa Russa– coloca o Patriarcado de Constantinopla fora do espaço canônico, e com grande dor, torna impossível continuarmos a comunhão eucarística com a sua hierarquia, clero e leigos”. “De agora em diante e enquanto o Patriarcado de Constantinopla não decidir abandonar as suas decisões anti-canônicas, será impossível para todo o clero da Igreja Ortodoxa Russa concelebrar com o clero da Igreja de Constantinopla e os leigos não poderão participar dos sacramentos administrados nas suas igrejas.

O metropolita Hilarion de Volokolamsk, chefe do Departamento para as relações externas do Patriarcado de Moscou, disse que “esperamos que a razão se imponha e que o Patriarcado de Constantinopla modifique a sua atitude, reconhecendo a realidade eclesiástica existente”. “No entanto, enquanto estiverem em vigor todas as decisões ‘ilegais’ de Constantinopla, não podemos retomar a comunhão eclesiástica”.

Um decisão já tomada

 Em 11 de outubro passado, o Sínodo de Constantinopla, já tinha estabelecido “a renovação da decisão já tomada” e de “proceder “à decisão da autocefalia da Igreja da Ucrânia”.

Depois de “longas discussões”, o Sagrado Sínodo da Igreja de Constantinopla, presidido pelo Patriarca Bartolomeu I – segundo o comunicado – decidiu “anular o vínculo jurídico da Carta Sinodal do ano de 1686”, que subordinava a Igreja ucraniana à russa concedendo “o direito ao Patriarca de Moscou de ordenar o Metropolita de Kiev”, proclamando e afirmando a sua dependência canônica à Igreja Mãe de Constantinopla”.

O Sagrado Sínodo tinha lançado um apelo “a todas as partes envolvidas para que evitassem a apropriação de igrejas, mosteiros e outras propriedades, assim como evitar qualquer outro ato de violência ou de represália, para que a paz e o amor de Cristo possam prevalecer”.

 

Notícias

14/11/2018 23:31
Desconstruindo Mitos sobre Calvino Por Franklin Ferreira Infelizmente, as imagens populares que se...
14/11/2018 22:53
Hasselmann propõe fim das férias no meio do ano para Judiciário e Congresso A deputada federal...
14/11/2018 21:27
Quem hoje conhece a moderna e progressista Dourados custa a acreditar que no final da década de...
14/11/2018 20:10
Quem tem problemas com a Justiça não entrará no governo, diz Bolsonaro Por Agência Brasil...
14/11/2018 19:03
Bolsonaro nomeia Ernesto Araújo como chanceler Por DW - Deutsche Welle é a emissora...
14/11/2018 18:31
Bolsonaro diz que vai oferecer asilo para médicos cubanos Apesar disso, o ex-militar voltou a...
14/11/2018 18:16
Embaixador Ernesto Araújo é escolhido para Relações Exteriores Presidente eleito Jair Bolsonaro...
14/11/2018 14:07
Em entrevista exclusiva à RecordTV, presidente eleito comentou suspeita de que Onyx Lorenzoni teria...
14/11/2018 13:55
Governadores se reúnem em Brasília para discutir pacto federativo Representantes de 19 estados e do...
14/11/2018 13:46
Audiência: a grande verdade é que Deus é Pai e Nele podemos confiar Na Audiência Geral de...
14/11/2018 13:39
Governo Bolsonaro vai criar Ministério da Cidadania Por Redação - DestakJornal - Foto: Agência...
13/11/2018 21:16
História da Igreja CALVINISMO E CAPITALISMO: QUAL É MESMO A SUA RELAÇÃO? Por Alderi Souza de...
13/11/2018 20:11
OBEDECER - Padre Rubens Chaves Obedecer, eis um dos conselhos evangélicos mais difíceis de ser...
13/11/2018 20:07
Entenda o processo de transferências de padres e diáconos em uma Diocese Por Vera Alice Brandão...
13/11/2018 19:23
1ª fase Fundada em 26 de Dezembro de 1928 com sede à Rua 7 de Setembro, 421, Centro. 2ª fase Em...
13/11/2018 19:17
Será que Estamos Proclamando um Inferno que Não Merecemos e um Cristo que Merecemos? Recentemente,...
13/11/2018 15:40
Bolsonaro anuncia general do Exército Ministro da Defesa O sétimo ministro confirmado por Bolsonaro...
13/11/2018 15:31
Onze maneiras que os cristãos podem amar um ao outro Eu lidero a turma do nosso novo membro na...
13/11/2018 15:28
Igreja necessita de profetas da esperança, diz Papa a religiosos espanhóis “A vida de oração, o...
13/11/2018 15:23
Equipe de Bolsonaro já conta com sete ministros confirmados Foto: Wilton Júnior - Estadão...

Contato

Jornalista Josenildo Melo Teresina - Piauí - Brazil WhatsApp : 86 99513 2539 josenildomelo@yahoo.com