Juiz Sérgio Moro afirma que alteração seria desastrosa

20/03/2018 10:35
Moro afirma que alteração seria ‘desastrosa’ para o combate à corrupção
Resultado de imagem para sergio moro
Juiz da Lava-Jato fez comentários ao mandar prender empresário
 
Cleide Carvalho | O Globo
 
-SÃO PAULO- O juiz Sergio Moro classificou como desastrosa uma possível revisão pelo Supremo Tribunal Federal (STF) da execução das penas a partir da sentença em segunda instância. Ontem, no despacho em que determinou a prisão do ex-vice-presidente da Engevix Gerson de Mello Almada, disse que mudanças prejudicariam o combate à corrupção.
 
“Com todo o respeito ao Egrégio Supremo Tribunal Federal, uma eventual alteração seria desastrosa para os avanços havidos recentemente em prol do fim da impunidade da grande corrupção no Brasil”, escreveu o juiz, acrescentando que a mudança de posição dos ministros afetaria dezenas de condenações por corrupção e lavagem de dinheiro em todo o país.
 
Moro atribuiu parte da responsabilidade pela corrupção “sistêmica e descontrolada" no Brasil justamente à falta de efetividade dos processos penais. Disse que não manter a execução da pena da forma como está hoje seria conceder liberdade sem qualquer avaliação das provas contra criminosos poderosos — e tempo para que “busquem prescrição e impunidade” à “custa da credibilidade da Justiça e da confiança dos cidadãos”.
 
Para o juiz, a jurisprudência atual do STF “acaba com o faz de conta das ações penais que nunca terminam”, nas quais o trânsito em julgado é somente “uma miragem” num cenário de impunidade.
 
“A presunção de inocência não deve ser interpretada como um véu de ignorância que impede a apreensão da realidade nem como um manto protetor para criminosos poderosos, quando inexistir dúvida quanto à sua culpa reconhecida nos julgamentos”, afirmou o juiz. Moro usou ainda a memória do ministro Teori Zavascki para defender sua posição. Disse que a execução provisória da pena a partir da condenação em segunda instância é um legado do ministro para o fim da impunidade. Argumentou ainda que a posição do STF permitiu, apenas na 13ª Vara Federal de Curitiba, que fossem executadas penas relacionadas ao desvio de mais de R$ 26 milhões em verbas de educação, saúde e segurança pública.
 
USO DE SÚMULA DO TRF-4
 
Para determinar a prisão de Almada, Moro não esperou ser oficiado pelo Tribunal Regional Federal da 4ª Região (TRF-4), que analisa as sentenças da Lava-Jato, como já fez em alguns casos. Para isso, usou a súmula do próprio TRF-4 que determina a prisão sempre que esgotados os recursos na própria instância.
 
O ex-vice-presidente da Engevix havia sido condenado por Moro a 19 anos de prisão por pagamentos de R$ 15,2 milhões em propinas à diretoria de Abastecimento da Petrobras. O TRF-4 aumentou a pena para 34 anos. No último dia 25 de janeiro, os desembargadores do tribunal julgaram improcedentes os embargos infringentes apresentados pela defesa de Almada.
 
Inconformados com a decisão, os advogados apresentaram embargos de declaração contra o acórdão dos desembargadores, que também foram considerados improcedentes no último dia 15. Um recurso especial foi dirigido pela defesa ao Superior Tribunal de Justiça, mas ainda não foi julgado. Moro ressaltou no despacho que esse recurso, porém, não tem efeito suspensivo. Almada se apresentará hoje e deverá cumprir pena no Complexo Médico Penal, na ala reservada aos presos da operação.
 
 

Notícias

20/04/2018 09:58
Papa em Alessano: Livrar-se dos sinais do poder, para dar espaço ao poder dos sinais Diante...
20/04/2018 09:35
Política Joesley diz que pagava mesada de R$ 50 mil a Aécio, segundo jornal   Em...
19/04/2018 18:00
Clero do Brasil é jovem   Reunidos na 56° Assembleia em Aparecida, os bispos do...
19/04/2018 17:44
Bispos reunidos em sua 56ª Assembleia Geral enviam mensagem ao povo de Deus   O...
19/04/2018 17:09
William Waack: A pobreza do debate - O Estado de S.Paulo   A Lava Jato traçou a...
19/04/2018 17:02
Caminhada da Fraternidade quer ampliar consciência do respeito ao outro Cris Pinheiro - Vera...
19/04/2018 16:27
Política - TRF4 nega mais um recurso de José Dirceu, que fica perto da...
19/04/2018 16:14
Papa Francisco: não existe evangelização de poltrona Em sua homilia, Francisco destacou que...
19/04/2018 03:48
Papa recebe o pai de Alfie: somente Deus é dono da vida O encontro ocorreu na Casa Santa...
19/04/2018 03:40
19 DE ABRIL DE 2018 - Coluna do Cláudio Humberto SUSPEITA É QUE PASSAPORTE SERVIRIA À FUGA...
18/04/2018 21:25
Gleisi pede apoio do mundo árabe para libertar Lula da prisão   Presidente do PT diz...
18/04/2018 18:04
Porandubas Políticas Por Gaudêncio Torquato   Porandubas nº 570...
18/04/2018 17:59
Álvaro Dias defende reformulação da República e diz que eleitor quer candidato ficha...
18/04/2018 14:41
TRF-4 nega último recurso de Lula no caso do triplex do Guarujá Desembargadores decidiram...
18/04/2018 08:33
Papa: Batismo implica uma resposta pessoal “Deus chama cada um pelo nome, amando-nos...
18/04/2018 08:25
Vera Magalhães: Dilma, Aécio e a Lava Jato - O Estado de São Paulo O que une o destino dos dois...
18/04/2018 07:53
Por Jorge Oliveira   JORNAIS ESTRANGEIROS AGORA CONDENAM CORRUPÇÃO DE LULA Rio - A imprensa...
18/04/2018 07:43
18 DE ABRIL DE 2018 - Coluna do Cláudio Humberto ALCKMIN PRESSIONADO A EXPULSAR AÉCIO DO PSDB O...
18/04/2018 07:37
Aécio Neves réu ‘entristece’, mas ‘lei é para todos’, diz Alckmin O presidente do PSDB, Geraldo...
17/04/2018 20:35
Por 5 a 0, Aécio vira réu em ação no Supremo Senador do PSDB mineiro agora responderá ao...

Contato

Jornalista Josenildo Melo Teresina - Piauí - Brazil WhatsApp : 86 99513 2539 josenildomelo@bol.com.br