Procura-se um Churchill - Por Rodrigo Constantino

13/01/2018 03:59
Procura-se um Churchill brasileiro
Rodrigo Constantino
Por Rodrigo Constantino
 
“A maneira mais rápida de acabar com uma guerra é perde-la”, constatou George Orwell. Trata-se de uma visão realista, que não é do agrado dos pacifistas. Mas há guerras que são inevitáveis, justas, questão de vida ou morte. Assim foi a guerra contra Hitler e o nazismo, e contra o comunismo depois. Se esses regimes totalitários tivessem derrotado as democracias liberais do Ocidente, o mundo seria um lugar muito diferente hoje – e bem pior.
 
Quando se fala da vitória do mundo livre é impossível não pensar nele, o maior estadista do século XX, o conservador Winston Churchill. O novo filme em cartaz, dos momentos decisivos em que Churchill demonstra sua liderança corajosa, é simplesmente imperdível, e já mereceu ao ator Gary Oldman um Globo de Ouro. Pobre Ocidente se dependesse do Obama da época, Neville Chamberlain, que acreditava em acordos diplomáticos com alguém como Hitler.
 
Churchill soube mobilizar o povo britânico, usar as palavras para gerar esperança, para resgatar o espírito de otimismo e resistência de quem está disposto a lutar até morrer, mas jamais se render. Ele soube trabalhar com o valor mais conservador que existe: o sentimento de pertencer a uma família, a uma nação que merece ser defendida, custe o que custar.
Um momento especial do filme é quando Churchill resolve andar de trem e se misturar aos cidadãos comuns, que nos remete ao rei Henrique V de Shakespeare, quando vai conversar com os soldados. A diferença é que Churchill não vai disfarçado. É ali que ele escuta a voz do povo, toma o pulso da população, e entende que entregar o Reino Unido de bandeja ao inimigo seria um ato de covardia e traição. O grande líder sabe liderar, mas também sabe capturar o clima do momento.
 
Chegamos, então, ao Brasil atual. Não sofremos a ameaça de um Hitler, mas corremos o risco, sim, de um destino totalitário, caso o PT volte ao poder. A Venezuela está logo ali para provar. A prioridade é salvar nossa democracia, ainda que capenga, e impedir essa destruição. Mas onde está nosso Churchill? Onde está o estadista capaz de unir a nação, de dar voz ao povo cansado dos abusos dos corruptos, dos golpistas? E quem vai travar uma guerra contra os privilégios do setor público, que colocam em xeque o futuro de nossos filhos?
 
Lamento dizer, mas não consigo enxergar ninguém no quadro atual com as características de um Churchill para nos liderar nessa batalha, para nos inspirar, para extrair do povo brasileiro o que ele tem de melhor, não de pior.
 
Não consigo enxergar ninguém com as características de um Churchill para extrair do povo brasileiro o que ele tem de melhor, não de pior
 
 
Fonte: Site da Revista IstoÉ
 
 

Notícias

22/07/2018 17:53
Bernardo Mello Franco: A eleição mais difícil  O Globo A total imprevisibilidade da corrida...
22/07/2018 17:47
Com aval do Diretório Nacional, o deputado estadual Dr. Pessoa, será candidato a governador pelo...
22/07/2018 15:00
De olho na dívida brasileira: Editorial  Jornal O Estado de São Paulo Crescimento, estagnação...
22/07/2018 14:53
Bruno Boghossian: O peso da TV - Folha de S. Paulo   País está mais ligado à internet, mas...
22/07/2018 14:48
Sem vice, Bolsonaro oficializa candidatura em convenção do PSL A advogada Janaina Paschoal e o...
22/07/2018 14:37
Coluna 8 ou 80: Dr.Pessoa anuncia no Instagram que disputará Governo e complica cenário para...
22/07/2018 10:33
Papa no Angelus: distantes de Jesus e de seu amor, nos perdemos “Com Jesus ao lado se pode...
22/07/2018 10:30
Elio Gaspari: O PT e Ciro no golpe do plebiscito - O Globo Plebiscito logo após a eleição é golpe...
22/07/2018 10:26
Vera Magalhães: Uma nova lógica - O Estado de S.Paulo   Força inédita do Centrão é chave para...
22/07/2018 10:22
Luiz Carlos Azedo: O tabuleiro eleitoral - Correio Braziliense Pesaram a favor de Alckmin o...
22/07/2018 07:04
Saiba quais são os temas mais debatidos pelos brasileiros no Facebook   Segurança e economia...
22/07/2018 07:01
PSOL formaliza candidatura de Boulos à Presidência BRASÍLIA (Reuters) - Por Marcela Ayres O...
22/07/2018 06:31
Quinto aniversário da primeira Viagem Apostólica de Francisco Cinco anos da primeira Viagem...
22/07/2018 05:48
PERTENCE QUERIA DEFESA TÉCNICA, O PT, A PANFLETÁRIA Ministro aposentado do Supremo Tribunal...
21/07/2018 21:15
Míriam Leitão: Sombras do centrão - O Globo O apoio dos partidos do chamado centrão pode ser tanto...
21/07/2018 21:01
Adquira o subsídio Igreja em Oração Arquidiocese de Teresina - Por Cristiane Pinheiro A...
21/07/2018 17:12
A militância partidária: Editorial  Jornal O Estado de São Paulo A política depende dos...
21/07/2018 17:00
"Alckmin conseguiu unir no 'Centrão' toda a nata da corrupção", diz Bolsonaro Em publicação neste...
21/07/2018 15:16
Reflexão litúrgica para o XVI Domingo do Tempo Comum - B "No final das nossas atividades...
21/07/2018 15:10
Luiz Weber: O candidato bombado - Folha de S. Paulo   Geraldo Alckmin (PSDB) recorreu ao...

Contato

Jornalista Josenildo Melo Teresina - Piauí - Brazil WhatsApp : 86 99513 2539 josenildomelo@yahoo.com