Renan critica Temer e diz que resolução sobre filiações ao PMDB é 'retrocesso'

17/12/2015 11:19

Para o senador, presidente do partido tem culpa em processo que aumentará a divisão da bancada

 

Igor Gadelha e Adriana Fernandes - O Estado de S. Paulo

 

BRASÍLIA - O presidente do Senado, Renan Calheiros (AL), classificou nesta quarta-feira, 16, como um "horror" e "retrocesso democrático" a resolução aprovada hoje pela Executiva Nacional do PMDB determinando que todas as filiações de deputados deverão passar pelo comando da sigla. Calheiros criticou o vice-presidente Michel Temer, e disse que ele, como presidente nacional da sigla, tem culpa nesse processo que aumentará a divisão da bancada.

 

"O PMDB é um grande partido, porque não tem dono, é democrático. É um partido muito forte por isso", afirmou. "Como é que pode a Executiva querer dizer agora quem é que vai poder entrar e quem não vai poder entrar? Ou seja, o PMDB a partir dessa decisão passará a ter dono? Isso é um horror", afirmou em entrevista coletiva. Para Renan, a decisão da Executiva coloca uma "tranca na porta" de um partido democrático". "Isso é um retrocesso para a democracia", disparou.

 

Ao lado do líder do PMDB no Senado, Eunício Oliveira (CE), Renan avaliou que a decisão da Executiva ressuscita o "centralismo democrático" que marcou o partido durante sua juventude. "O PMDB ressuscitar nessa altura do campeonato o centralismo democrático é um horror, um retrocesso e a direção do partido tem responsabilidade com isso, sim", disse. "O papel do presidente do PMDB é construir a união desses setores. Então, o presidente tem responsabilidade nessa decisão."


O presidente do Senado lembrou que o PMDB tem uma decisão de que qualquer pessoa só pode ser expulsa do partido após uma decisão transitado em julgado. Nesse contexto, ele avaliou que, a partir do momento em que a Executiva Nacional estabelece que só poderá entrar na legenda "quem a Executiva quiser", está barrando o crescimento do próprio PMDB "em benefício de alguém". "A quem serve a divisão do PMDB. Dividir o PMDB para quê?", questionou.

 

O peemedebista defendeu que, em vez de estar preocupado com a divisão das bancadas e com a sucessão da presidência do partido em março, o PMDB deveria estar preocupado com o Brasil. "Aquela carta do vice-presidente Michel Temer (à presidente Dilma Rousseff), que muitos criticaram, a maior crítica que cabe à carta é que, em nenhum momento, ela demonstra preocupação com o Brasil", disparou o presidente do Senado.

 

Culpa. O presidente do Senado avaliou que o PMDB tem culpa na própria divisão pró e contra o governo que hoje marca o partido. "Quando foi chamado a coordenar politicamente o governo, lembro que disse que o PMDB não poderia transformar sua participação no governo na distribuição de cargos, no RH", afirmou. Para Renan, o partido deveria ter qualificado a coalizão. "E o PMDB só queria saber de cargos. Ou seja, o PMDB minimizou no governo, na coordenação, seu papel", afirmou.

 

 

 

Notícias

23/07/2018 10:27
Blog do Noblat | Veja A marcha da insensatez A direita juntou-se a Geraldo Alckmin (PSDB)....
23/07/2018 10:22
Nicarágua. Cardeal Brenes: Igreja perseguida pelo regime Nesta segunda-feira, os bispos do país...
23/07/2018 07:28
'A questão no Brasil não é esquerda ou direita', diz Manuel Castells Sociólogo espanhol vê embate...
23/07/2018 07:02
EBC COMBATE FARRA DE LICENÇAS COM PERÍCIA MÉDICA A estatal Empresa Brasileira de Comunicação...
22/07/2018 17:53
Bernardo Mello Franco: A eleição mais difícil  O Globo A total imprevisibilidade da corrida...
22/07/2018 17:47
Com aval do Diretório Nacional, o deputado estadual Dr. Pessoa, será candidato a governador pelo...
22/07/2018 15:00
De olho na dívida brasileira: Editorial  Jornal O Estado de São Paulo Crescimento, estagnação...
22/07/2018 14:53
Bruno Boghossian: O peso da TV - Folha de S. Paulo   País está mais ligado à internet, mas...
22/07/2018 14:48
Sem vice, Bolsonaro oficializa candidatura em convenção do PSL A advogada Janaina Paschoal e o...
22/07/2018 14:37
Coluna 8 ou 80: Dr.Pessoa anuncia no Instagram que disputará Governo e complica cenário para...
22/07/2018 10:33
Papa no Angelus: distantes de Jesus e de seu amor, nos perdemos “Com Jesus ao lado se pode...
22/07/2018 10:30
Elio Gaspari: O PT e Ciro no golpe do plebiscito - O Globo Plebiscito logo após a eleição é golpe...
22/07/2018 10:26
Vera Magalhães: Uma nova lógica - O Estado de S.Paulo   Força inédita do Centrão é chave para...
22/07/2018 10:22
Luiz Carlos Azedo: O tabuleiro eleitoral - Correio Braziliense Pesaram a favor de Alckmin o...
22/07/2018 07:04
Saiba quais são os temas mais debatidos pelos brasileiros no Facebook   Segurança e economia...
22/07/2018 07:01
PSOL formaliza candidatura de Boulos à Presidência BRASÍLIA (Reuters) - Por Marcela Ayres O...
22/07/2018 06:31
Quinto aniversário da primeira Viagem Apostólica de Francisco Cinco anos da primeira Viagem...
22/07/2018 05:48
PERTENCE QUERIA DEFESA TÉCNICA, O PT, A PANFLETÁRIA Ministro aposentado do Supremo Tribunal...
21/07/2018 21:15
Míriam Leitão: Sombras do centrão - O Globo O apoio dos partidos do chamado centrão pode ser tanto...
21/07/2018 21:01
Adquira o subsídio Igreja em Oração Arquidiocese de Teresina - Por Cristiane Pinheiro A...

Contato

Jornalista Josenildo Melo Teresina - Piauí - Brazil WhatsApp : 86 99513 2539 josenildomelo@yahoo.com